+55 11 4997-0022    Atendimento Seg. à Sexta das 8:00 às 17:30Hs
 
 
 
 
 

DICAS GUARDIAN

 
 
 
 
 
 

burglar2

Disfarces utilizados por criminosos

 

Os funcionários da portaria são os responsáveis por garantir que nenhuma pessoa não autorizada adentre nas dependências de um condomínio. Eles devem saber identificar e como lidar com situações suspeitas. Por isso, reunimos alguns disfarces comuns utilizados por criminosos para tentar ganhar acesso e praticar furtos.

 

É importante salientar que esta não é uma lista exaustiva e que o porteiro deve estar sempre atento às situações para identificar tentativas de entrada não autorizadas.

Alguns disfarces que podem ser utilizados, são:

 

 

  • Entregador: O criminoso alegar ter uma encomenda ou correspondência que deve ser entregue em mãos. Pode estar caracterizado como motoboy, carteiro ou como qualquer outro tipo de profissional que realiza entregas. O porteiro deve confirmar com o morador se aguarda alguma encomenda ou correspondência.
  • Falsa grávida: Uma mulher, aparentemente grávida, finge estar passando mal e pede para utilizar o banheiro ou o telefone. O controlador de acesso não deve permitir a entrada da mulher ou qualquer acompanhante, por qualquer motivo. Se for solicitado o uso do telefone para ligação de emergência (exemplo: ambulância ou médico), o porteiro pode ligar ele mesmo, sem passar o telefone para a grávida ou acompanhante. Em hipótese alguma o porteiro deve sair da portaria.
  • Falso policial: Ao fingir ser um policial, o criminoso pode tentar intimidar o porteiro para que libere seu acesso ao condomínio. Podem estar trajados como policiais militares, civis ou federais. O portão não deve ser aberto em hipótese alguma, a menos que seja apresentado mandado judicial. Mesmo assim, o ideal é que o documento seja visualizado por meio de câmera ou vidro blindado.
  • Oficial de justiça: O oficial de justiça é o profissional encarregado da execução de mandados judiciais. É ele quem, por exemplo, entrega intimações. Um criminoso pode se passar por um profissional desse tipo para tentar ganhar acesso ao condomínio. O procedimento correto para lidar com essa situação envolve a chamada de algum responsável (síndico, funcionário da administração etc.) para averiguação.
  • Pessoa bem-vestida: A pessoa com intenção de entrar no condomínio para praticar atos ilícitos pode tentar fazê-lo se passando por alguém com poder aquisitivo maior que a média; De terno, o criminoso pode ser confundido com um executivo, por exemplo. Independentemente das vestimentas, o procedimento não pode ser alterado: o porteiro deve identificar o visitante e pedir ao morador que autorize a entrada.

"Desde 1996 atendendo nossos clientes com a máxima atenção e respeito"

img 01

Grupo Guardian

Especializada em Terceirização

Nossa empresa nasceu em 1996 com o objetivo de atender aos clientes com a máxima atenção e respeito.

O crescimento do know-how foi se consolidando com o passar dos anos e hoje com 20 anos de atuação no mercado de terceirização, nosso grupo dispõe de excelente infra estrutura de atendimento, confiabilidade e segurança.

Nossa Missão é a prestação de serviços com diferencial competitivo, que ajudem nossos clientes a atingirem seus objetivos.